16/06/2014

Cerca de 200 pessoas debatem a erradicação do Trabalho Infantil em Mauá
Seminário no Teatro Municipal da cidade abordou a questão com especialistas da área

Roberto Mourão/ PM

Proposta é articular não só a rede de assistência social, como toda a sociedade, em torno desse tema

 

A Prefeitura de Mauá, por meio da Secretaria de Cidadania e Ação Social, promoveu nesta segunda-feira (16), no Teatro Municipal, o seminário Todos Juntos Contra o Trabalho Infantil. O evento reuniu cerca de 200 pessoas, e discutiu ações e políticas para a erradicação do trabalho infantil.

O encontro contou com a participação de Andréia Garbin, do Centro de Referência da Saúde do Trabalhador (CEREST) de São Bernardo do Campo, Aristeu Bertelli da Silva, da Defensoria Pública do Estado de São Paulo, e Heder Cláudio Augusto de Sousa, integrante da Equipe Estadual de Referência do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo.

“Nossa proposta é articular não só a rede de assistência social, como toda a sociedade, em torno desse tema tão importante que é a erradicação do trabalho infantil. Estamos chamando os cidadãos para discutir a questão e a melhor forma de atingi-la”, comentou Sandra Souza, da Secretaria de Cidadania e Ação Social.

Durante o seminário os palestrantes apresentaram pontos de vista complementares sobre o tema: enquanto Andréia Garbin falou da questão com ênfase na área da saúde do trabalhador, Aristeu abordou a legislação que disciplina e proíbe o trabalho infantil no país e no mundo. Já Heder expôs detalhes práticos da implantação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) nos municípios.

Após a exposição dos convidados foi iniciado o debate com a participação da plateia, abordando, além de questões específicas sobre o tema, o funcionamento da Fundação Casa e a diminuição da maioridade penal.

A legislação no Brasil, ao longo dos últimos anos do século vinte e na última década, tem fixado uma série de normas sobre o trabalho infantil no país. Atualmente, o trabalho é proibido até os 16 anos de idade, com exceção do trabalho de aprendizes, aceito dos 14 aos 16 anos mediante a observância de várias regras de controle.

“Esperamos que debates como esse possam contribuir para avançarmos em um tema tão importante quanto urgente, que é o combate à exploração do trabalho infantil”, observou Edilson de Paula, secretário municipal de Governo.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Mauá
Secretaria de Comunicação Social
16/06/2014 18:55


Outras Notícias

15/01/2020

Programa Prefeitura Mais Você inicia ações em quatro bairros nesta quarta-feira (15)

Mais de dez serviços são oferecidos de uma só vez no novo projeto da Prefeitura de Mauá

06/01/2020

Prefeitura de Mauá oferece primeiro curso gratuito de teatro musical do estado de São Paulo

Inscrições se iniciam nesta segunda-feira (6) e vão até dia 17; audição será no dia 20 de janeiro

12/12/2019

Centro Especializado de Reabilitação será reinaugurado neste sábado

Espaço localizado na Vila Magini servirá para atender deficientes auditivos, físicos, visuais e intelectuais

05/12/2019

Mauá pode ganhar Unidade de Recuperação Energética e tem audiência marcada para o dia 12

04/12/2019

Inaugurações e shows gratuitos são parte da programação de aniversário de Mauá

Iniciativas atenderão milhares de pessoas de baixa renda no município

25/11/2019

Prefeitura de Mauá apoia corrida de rua no aniversário da cidade

Ação esportiva em prol da saúde é a terceira no município

15/01/2020

Prefeitura de Mauá reduz em 20% a tarifa de esgoto

Agora a conta passa a ter o mesmo valor da água

05/12/2019

Consulta Pública Sabesp

12/11/2019

Refis para Pessoas Jurídicas

24/10/2019

Prefeitura lança o Regulariza Mauá em novembro